A uva Carménère teve origem em Bordeaux e, apesar de serem cultivados nessa região, são os vinhos chilenos que possuem o título de melhores do mundo. Marco Antonio Carbonari, especialista em vinhos e proprietário da vinícola Villa Santa Maria, nos revela tudo sobre essa casta tão saborosa, continue lendo:

Em terras chilenas, a Carménère tem sua história iniciada no ano de 1994. Marco Antonio Carbonari conta que, antes disso, era cultivada erroneamente como as uvas Merlot, já que são bem parecidas.

Marco Antonio Carbonari explica que apesar da semelhança, os detalhes que distinguem uma variedade da outra são extremamente importantes, como por exemplo o fato da Carménère amadurecer entre 2 a 3 semanas mais tarde do que a Merlot. A produção equivocada, revela Marco Antonio Carbonari, já fez com que a Merlot chilena fosse, muitas vezes, considerada inferior à Merlot francesa. Porém, após a descoberta e o fim da confusão entre castas, a produção teve um aumento de qualidade considerável.

A Carménère é uma casta complexa que encontrou em solo chileno as condições ideais para a proliferação. Trata-se de uma uva sensível que apresenta demora para amadurecer, necessitando de uma atenção redobrada.

Marco Antonio Carbonari explica que, quando a uva é colhida no momento correto, apresenta um sabor fresco e com notas de frutas negras maduras (como ameixas e cerejas) e, quando tardia, a acidez é reduzida.

Segundo Marco Antonio Carbonari, os vinhos produzidos com essa casta costumam ser muito concentrados, com sabor frutado, taninos macios, aromas doces e marcantes apresentando muita estrutura, sendo assim, dificilmente indicados para consumo imediato, tendo um potencial muito maior quando envelhecidos.

Os vinhos produzidos com essa casta costumam ser elegantes, com coloração escura e sabores aveludados e, exemplares envelhecidos costumam apresentar notas de chocolate, baunilha e tabaco.

Marco Antonio ressalta ainda que, por se tratar de um vinho de acidez acentuada, harmoniza incrivelmente bem com pratos mais salgados e/ou amargos. Sendo opções simples: azeitonas, peru assado, queijos e saladas.

Se você tem interesse em saber mais sobre uvas e vinhos, agende uma visita na vinícola Villa Santa Maria e viva uma experiência inesquecível. Não perca tempo e contate Marco Antonio Carbonari pelo número (WhatsApp): (12) 9 9746-6298.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui