O urologista é conhecido por ser o médico responsável pela saúde do homem, mas você sabia que ele é muito mais do que isso? O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes explica que um urologista também é responsável por cuidar de todo o aparelho urinário de mulheres e crianças, não só dos homens.

Porém, sem dúvida, os homens são os que mais precisam desse especialista, tanto para prevenção ou diagnósticos precoces. Câncer de próstata, câncer de pênis e testículo, tumores no rim, infertilidade, cálculo renal, disfunção erétil, ejaculação precoce e doenças venéreas estão na alçada dos urologistas. Ajudar um homem a compreender sua condição física também depende dele. Dessa forma, elimina inseguranças e alivia preocupações que, geralmente, estão apenas no campo psicológico.

O Dr. Marco Antonio Fortes diz que parte do acompanhamento com urologista é a realização de exames de rotina, como exames de sangue, próstata (usado para diagnosticar câncer de próstata, tipo que mais mata homens com mais de 40 anos). E testes de níveis hormonais, como testosterona, o hormônio sexual masculino. Portanto, os urologistas ajudam a fornecer cuidados preventivos de forma completa para a saúde masculina.

No entanto, alguns homens ainda têm certa resistência em ir ao urologista. Dados do Ministério da Saúde mostram que, a cada oito consultas ginecológicas, ocorre apenas uma consulta urológica. Somente quando o homem se sente mal ou encontra quaisquer sintomas estranhos é que consulta um médico. Não importa a idade, a prevenção é sempre o melhor remédio porque, por exemplo, na faixa dos 15 aos 35 anos, a maior preocupação é o câncer de testículo e as doenças sexualmente transmissíveis. Isso se deve ao aumento da atividade sexual nesta fase da vida. Mas, após os 40 anos, o foco está nos problemas relacionados à próstata, exatamente onde está o maior preconceito devido ao exame de toque retal.

Portanto, é de extrema importância que este profissional não seja visto somente por obrigação ou somente após os 40 anos. O Dr. Marco Antonio Fortes recomenda que a visita aconteça pelo menos 1 vez ao ano para evitar qualquer doença, diagnosticar outras e, também, quebrar o preconceito criado pela sociedade. O Novembro Azul, por exemplo, mais uma vez serviu para conscientizar e abrir os olhos da população masculina para os cuidados com a saúde. Então, não tenha medo de marcar uma consulta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui