O governo de Israel determinou que o uso de máscara não será mais obrigatório em ambientes ao ar livre a partir deste domingo, 18. O país foi um dos primeiros do mundo a impor a utilização do acessório em espaços públicos no início de 2020. O ministro da Saúde, Yuli Edelstein, explicou que a suavização dessas e outras medidas é possível graças à diminuição no número de infecções diárias pelo novo coronavírus, que foi de 10 mil em janeiro para 200 em abril. Ele associou a melhora na situação ao sucesso da campanha de vacinação contra a Covid-19, que já aplicou as duas doses do imunizante da PfizerBioNTech em pouco mais de 50% da população de 9,3 milhões de habitantes. Ainda assim, o uso de máscara continuará sendo obrigatório em espaços fechados como os restaurantes e bares, que já tinham sido reabertos no mês passado.