A Secretaria de Educação informou que cerca de 500 escolas da rede municipal de São Paulo não retomarão as aulas presenciais na próxima segunda-feira, 15, data marcada para a volta às aulas. De acordo com as pastas, todas essas unidades estão passando por grandes reformas estruturais ou foram impactadas por uma troca de contrato para os serviços de limpeza. “Tivemos uma questão com uma das empresas de limpeza que abandonou o serviço e a secretaria está trabalhando de forma bastante rápida para minimizar esse impacto. Por isso, e para garantir a segurança de todos os educadores e todos os estudantes, estas unidades farão o retorno presencial a partir do dia 22 de fevereiro”, informou a secretária adjunta de Educação, Minéa Fratelli, em entrevista coletiva.

Ainda conforme informações da secretária adjunta, as unidades que continuarão fechadas representam cerca de 8% da rede de ensino, sendo que 3,5 mil unidades tem reabertura agendada para a próxima segunda-feira. “A aula começa para todos os estudantes no dia 15, com ensino híbrido, mesmas atividades para crianças presencialmente e online. E aquelas que voltam só nos dias 22 permanecerão na semana que vem com os professores em teletrabalho e os estudantes fazendo as atividades de forma online”, acrescentou Minéa, na última sexta-feira, 12.

* Com informações do Estadão Conteúdo