O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada aponta queda nos investimentos no Brasil de 15,9% em janeiro. O resultado sofreu influência da base de comparação elevada devido à forte alta observada em dezembro, explicada pela importação de plataformas de petróleo e outros bens de capital de apoio à prospecção e extração de petróleo e gás natural. No trimestre móvel terminado em janeiro houve avanço de 23,5% e na comparação com janeiro do ano passado o indicador apresentou alta de 6%.

O diretor adjunto de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea, Marco Cavalcanti, reconhece que o avanço da pandemia gera grandes incertezas. “Sob a hipótese de que a vacinação avançará em um ritmo mais acelerado nos próximos meses, a gente conseguirá uma cobertura vacina razoável para garantir que as atividades que hoje precisam ficar fechadas sejam abertas. A gente poderá ter um segundo semestre melhor do que o que estamos tendo agora no primeiro semestre.”

A produção de máquinas e equipamentos destinados ao mercado interno apresentou estabilidade, mas a importação teve queda de 40% no mês. Os investimentos em construção civil cederam 0,2% em janeiro após oito altas consecutivas. Dessa forma, o segmento avançou 2,4% no trimestre móvel, mas o desempenho positivo foi generalizado na comparação com janeiro de 2020.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos