Morreu, aos 79 anos, o músico do Demônios da Garoa, Izael Caldeira, vítima da Covid-19. Izael estava internado há 20 dias, em São Paulo. No dia 4 de fevereiro, o grupo comunicou a internação nas redes sociais. Há cinco dias, nova publicação informou que, segundo o boletim médico, Izael havia apresentado melhora inesperada, porém o quadro ainda era considerado grave. “Pedimos a todos que se mantenham conosco nessa corrente de muita Fé e positividade pra que Ele se recupere em breve, desde já nosso muito obrigado a todos!”, dizia o post. Porém, Izael não resistiu, como confirmou nota oficial de falecimento divulgada na madrugada desta terça-feira, 16. “Perdemos uma das vozes mais lindas desse País, um ser humano ímpar e que vai deixar muitas, mas muitas saudades..obrigado por tudo Iza”.

Izael Caldeira da Silva nasceu em Araçatuba, no interior de São Paulo, e era o integrante mais experiente do grupo. Antes do Demônios da Garoa, teve experiências solo e com outros grupos, além de ter trabalhado longos anos contratado pela TV Record.  Até que conheceu Roberto Barbosa, o Canhotinho do Cavaco, que o apresentou ao Demônios da Garoa, do qual passou a fazer parte em 1981. Durante alguns anos, ficou afastado da banda, quando viajou pelo Brasil e o ao redor do mundo cantando com o Trio Musical. Em 1999, retornou ao grupo, onde permaneceu até então. Izael deixa deixa mulher, cinco filhos, nove netos e um bisneto.