Decreto publicado neste sábado, 27, pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), definiu a suspensão do funcionamento, até 15 de março, de atividades não essenciais, como academias, salões de beleza, casas noturnas, bares, restaurantes, escolas, universidades, shoppings centers, dentre outros. As restrições passam a valer a partir de 0h deste domingo, 28. As novas regras foram definidas após reunião com todos os secretários, presidentes de empresas públicas e demais gestores de órgãos do DF. O texto também prevê a proibição de bebidas alcoólicas, após as 20h, em todos os estabelecimentos comerciais autorizados a funcionar e suspende os eventos esportivos, inclusive campeonatos de qualquer modalidade esportiva.

Entre as atividades liberadas estão órgãos públicos de atendimento à população, como as unidades do Na Hora, Creas e Cras, agências bancárias, lotéricas, supermercados, farmácias, hospitais, parques, dentre outros. Feiras populares poderão permanecer abertas para o comércio de gêneros alimentícios, porém está vedado qualquer tipo de consumo no local. “O principal objetivo do decreto de restrição é diminuir as aglomerações. Estamos fazendo um trabalho integrado, por isso todos os secretários estão aqui juntos para que a gente possa diminuir as aglomerações, abaixar o índice de transmissibilidade e dando um prazo para melhorar nossa rede hospitalar”, afirma Ibaneis Rocha.