O Facebook anunciou que irá censurar quaisquer informações falsas sobre a Covid-19 e vacinas contra a doença que forem divulgadas em grupos, páginas ou contas pessoais. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 8. Segundo a plataforma, serão eliminados comentários que, até então, eram permitidos no Facebook e no Instagram, como os que dizem que o coronavírus foi criado por humanos, que as vacinas não são eficazes, que os imunizantes são mais perigosos do que as doenças e que eles causam autismo. A medida não será restrita apenas para vacinas contra a Covid-19, mas em todas, fazendo com que o movimento anti-vacinas passe a ser censurado na plataforma.

Através de comunicado, o Facebook informou que a medida passará a vigorar imediatamente e que será ampliada nas próximas semanas. “Começaremos a aplicar esta política imediatamente, focando especialmente nas páginas, grupos e contas que não respeitem essas regras, e continuaremos ampliando a vigilância nas próximas semanas”, diz a nota. Até o momento, anúncios pagos que defendiam essas teorias eram proibidos. Desde dezembro, informações falsas vinham sendo suprimidas, mas a mudança fará a plataforma adotar política de intolerância zero. Segundo a empresa, houve uma consulta com a Organização Mundial de Saúde (OMS) antes de tomar a decisão.

*Com informações da EFE