Um medicamento antiviral contra a Covid-19 avançou para a fase 3 dos testes. Resultados demonstraram benefícios do composto para o tratamento da doença em níveis leve e moderado em pacientes não hospitalizados. A MSD, empresa biofarmacêutica americana, e Ridgeback Biotherapeutics, empresa de biotecnologia com foco no combate a doenças infecciosas emergentes, anunciaram avanços nos estudos do molnupiravir, um medicamento antiviral oral que atua impedindo a replicação do vírus.

A diretora médica da MSD, Márcia Abadi explica que a droga apresentou expressiva eficácia no tratamento inicial da doença nos 300 pacientes pesquisados. “A ideia então deste estudo é exatamente isso, que o paciente tome até os cinco primeiros dias de sintomas leves a moderados e, com isso, a gente impedir que ele passe para a fase inflamatória, para alguma fase de agravamento e seja hospitalizado. O objetivo primário é avaliar as internações e o óbito em 29 dias.” O medicamento foi ministrado via oral por cinco dias, duas vezes ao dia em pacientes adultos portadores do coronavírus. Não houve efeitos colaterais e acabou sendo bem tolerado pelos doentes. A estimativa é que os estudos finais sejam concluídos até outubro, para posteriormente ser submetido a aprovação da Anvisa.

*Com informações do repórter Daniel Lian