A Espanha vai prorrogar, até o próximo dia 2 de março, medidas de restrições à entrada de voos do Brasil, Reino Unido e África do Sul, exceto para seus cidadãos e residentes no país e também em Andorra, devido às variantes do coronavírus detectadas nesses países. Essas restrições terminariam na próxima terça-feira, e o governo decidiu prorrogá-las no dia 9 deste mês, como já fez em outras ocasiões. Segundo o governo espanhol, embora a situação epidemiológica no Reino Unido tenha melhorado, ainda apresenta elevada incidência cumulativa após 14 dias, com 632 casos por 100 mil habitantes. Além disso, a expansão da nova variante no país continua preocupante, pois entre todos os casos detectados na população, aumentou de 46% na primeira semana de dezembro de 2020 para 76,6% em meados de janeiro de 2021.

Conforme publicado, neste sábado, 13, pelo Jornal Oficial do Estado, as limitações ao transporte a partir do Reino Unido também se estendem aos portos e só será permitida a entrada de navios de passageiros quando transportarem exclusivamente espanhóis ou andorranos, ou residentes dos dois países. A norma estabelece, no entanto, algumas exceções e possibilita ao Ministério da Saúde suspender a limitação planejada, eventualmente autorizando voos de aeronaves ou entrada de navios por motivos justificados. Na Espanha, foi detectado um aumento de casos vinculados à nova variante com ampla dispersão geográfica pelo país.

Da mesma forma, do Brasil e da África do Sul, apenas voos com cidadãos espanhóis ou andorranos, bem como residentes de ambos os países ou passageiros em trânsito internacional para um país fora do espaço Schengen (espaço europeu comum) com escala inferior a 24 horas, podem chegar na Espanha, mas sem sair da área de trânsito do aeroporto espanhol. A medida foi adotada devido ao surgimento de novas variantes do vírus vinculadas a esses países.

* Com informações da EFE