Buenos Aires, capital da Argentina, começou nesta segunda-feira, 8, a realizar testes de detecção do coronavírus em todos os professores e assistentes dos níveis pré-escolar, fundamental e médio antes de retomar as aulas presenciais. A volta às aulas na cidade está marcada para 17 de fevereiro. De acordo com o governo local, as autoridades de saúde testarão os trabalhadores da educação, em escolas públicas e privadas, e os resultados serão divulgados em até 14 horas após os exames.

A ideia é realizar os testes a cada 15 dias voluntariamente. Os profissionais terão que solicitar a realização do procedimento no site do Ministério da Educação, onde deverão escolher o dia, horário e local para realizar o exame. “São dadas as condições e a necessidade, sobretudo para os jovens, de recuperar tudo o que se perdeu no ano passado. Não há motivos que justifiquem a não reabertura das escolas”, disse o ministro da Educação da capital argentina, Soledad Acuña.