O governador da Bahia, Rui Costa (PT), suspendeu, nesta quinta-feira, 25, todas as atividades não essenciais no estado a partir das 17 da sexta-feira, 26, até a segunda-feira, 1º. Apenas serviços de saúde pública e de venda de alimentos funcionarão no período. “Hoje, anunciamos um conjunto de novas medidas, ainda mais duras, para conter o avanço do coronavírus na Bahia. Apesar dos esforços que fizemos até aqui, a situação continua crítica e as unidades de saúde públicas e privadas estão próximas do colapso”, disse o governador em suas redes sociais. A partir das 18h da sexta, estará proibida a venda de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes e até mesmo em supermercados e lojas de conveniência. A medida também fica em vigor até às 5h da segunda.

Para evitar aglomerações no transporte público, o encerramento das atividades comerciais serão escalonadas. Lojas de conveniência de rua devem fechar às 17h. Bares e restaurantes, às 18h. Shoppings e centro comerciais, às 20h. “Atividades sociais de qualquer natureza, sejam elas religiosas, esportivas, políticas e culturais, também estão proibidas em toda a Bahia durante este período. Faço meu apelo que baianos e baianas compreendam a importância das medidas e respeitem o decreto estadual. Nosso grande objetivo agora é garantir o distanciamento social nesta fase crítica da pandemia”, pediu Rui Costa. Segundo ele, o estado tem 195 pessoas aguardando vagas em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na regulação.