Aos 63 anos, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi vacinado contra a Covid-19 em uma unidade pública de saúde em Pinheiros, na Zona Oeste da capital, durante a tarde desta sexta-feira, 7. Pelas mãos da enfermeira Mônica Calazans, a primeira pessoa vacinada contra o coronavírus no país, o governador tomou a primeira dose da CoronaVac – o imunizante produzido pelo Instituto Butantan, que possui ligação com o governo paulista. “Muito feliz de estar vacinado. E o detalhe: de calça apertada”, publicou Doria nas redes sociais, junto com um vídeo que registra o momento da aplicação do imunizante. No dia 4 de junho, o governador receberá a segunda dose no mesmo local.

Apesar de possuir 63 anos, estando habilitado para a vacinação desde a última semana, Doria decidiu receber o imunizante nesta sexta-feira para cumprir o intervalo recomendado de 15 dias após a aplicação da vacina da gripe, que tomou em 29 de abril. Além dele, a primeira-dama de São Paulo, Bia Doria, também foi vacinada. Ela recebeu o imunizante minutos antes do governador. Antes da aplicação, o casal pegou fila na unidade de saúde em Pinheiros. Nesta quinta-feira, o Estado começou a imunização contra a Covid-19 de idosos com 60, 61 e 62 anos. A expectativa é a de vacinar 1,4 milhão de pessoas desta faixa etária.