A 37ª edição do programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan, desta segunda-feira, 7, terá a participação da Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro. A servidora, que integra o governo do presidente Jair Bolsonaro desde janeiro de 2019, é uma das principais defensoras do chamado tratamento precoce para o coronavírus, que envolve medicamentos como ivermectina e cloroquina. Mayra foi candidata à Câmara dos Deputados em 2014 e ao Senado Federal em 2018 pelo PSDB no Ceará, quando conquistou mais de 882 mil votos. A pediatra, porém, não foi eleita. Em sua campanha, ela focou em um discurso crítico contra a gestão Dilma Rousseff (PT), tendo como alvo principal o programa Mais Médicos. Além disso, em 2015, ela assumiu o comando do Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec) para o triênio 2015-2018, quando liderou movimentos contra o governo federal. Quando Bolsonaro assumiu como presidente da República, ela foi convidada pelo então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para assumir a Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde.

Mayra foi chamada a depor no último dia 25 à CPI da Covid-19. Em uma participação que durou pouco mais de seis horas, a secretária contradisse informações apresentadas à comissão pelo ex-ministro Eduardo Pazuello, defendeu o uso da cloroquina no tratamento de pessoas infectadas com o coronavírus e evitou comentar declarações e posturas do presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia no Brasil. Apesar de ter sido beneficiada por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a servidora respondeu a todas as perguntas dos parlamentares. No “Direto ao Ponto”, ela será sabatinada pelo apresentador Augusto Nunes, pela editora da Revista Oeste, Paula Leal, pela jornalista e apresentadora do “Tá Explicado”, da Jovem Pan, Lívia Zanolini, pelo repórter de ciência da Folha de S. Paulo Everton Lopes Batista e pela jornalista e especialista em ciência e correspondente nos Estados Unidos Eleonora Paschoal.

Acompanhe o programa ao vivo:

Já passaram pela sabatina semanal da Jovem Pan personalidades importantes como o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o governador de São Paulo, João Doria, o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel e o procurador federal Deltan Dallagnol. Além disso, o programa recebeu ministros do governo Bolsonaro, como o da Saúde, Eduardo Pazuello, do Meio Ambiente, Ricardo Salles e da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, além de Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que participou da última edição. Entre outros assuntos, ela falou sobre direitos reprodutivos e educação sexual. “O nosso governo é a favor da educação sexual, nós não somos a favor do que acontecia no passado: material inadequado, pessoa inadequada e sexualizando as crianças. Nós queremos debater isso, inclusive com as crianças. Nós defendemos a educação sexual respeitando a especificidade das idades, a linguagem e o material adequado”, disse.