Um erro humano em uma fábrica de Baltimore, nos Estados Unidos, causou o desperdício de 15 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Johnson & Johnson. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, o acidente teria acontecido porque instalação administrada pela Emergent BioSolutions misturou os ingredientes de dois imunizantes diferentes contra o novo coronavírus que estão sendo produzidos no local. Em comunicado à imprensa, a farmacêutica confirmou que durante o processo de controle de qualidade identificou uma substância medicamentosa que não atendia aos padrões. Por esse motivo, a Johnson & Johnson estará presente na fábrica para supervisionar a produção da vacina contra a Covid-19 daqui para frente. O caso também está sendo investigado pela Food and Drug Administration. O erro deve causar um atraso na entrega do imunizante aos Estados Unidos, que deveriam receber até o final de maio um total de 100 milhões de unidades. O grande diferencial da vacina da Johnson & Johnson é que ela pode ser aplicada em uma dose única, de forma que a expectativa é que ela acelere ainda mais a campanha de imunização no país.