Um dos maiores nomes da natação paralímpica do Brasil irá se despedir das piscinas na Olimpíada de Tóquio. Daniel Dias anunciou em suas redes sociais nesta terça-feira, 12, sua aposentadoria do esporte. Aos 32 anos, o atleta tem uma coleção gigante de medalhas e se emocionou ao dar a notícia. “Esta decisão já está tomada há um tempo, eu já venho traçando objetivos e o plano de anunciar a aposentadoria. Sou muito grato pela natação. Eu jamais imaginei que chegaria aonde cheguei. Se eu fosse escrever, lá quando eu comecei há 16 anos atrás, tudo que eu conquistei, eu jamais eu iria conseguir escrever isso, colocar nas palavras se eu fosse ler esta carta hoje, não seria tão perfeito como foi.” declarou. “A vida do atleta é feita de ciclos, fases, e por isso eu decidi parar, resolvi dar o adeus à piscina porque eu vejo que a minha contribuição com a natação paralímpica já foi excepcional. Foi além do que eu esperava. E hoje eu vejo que eu posso continuar na natação de outra maneira, fazendo outras coisas e ajudando ainda mais a fazer a natação a ser uma referência no país e no mundo”, completou.

Ao longo de sua carreira, Daniel conquistou trinta e três medalhas em Jogos Pan-Americanos, sendo todas de ouro, em trinta e três provas disputadas. Em Mundiais de Natação, acumula quarenta medalhas, sendo trinta e uma de ouro. E em Jogos Paralímpicos, são vinte e quatro medalhas no total, sendo catorze de ouro. Ele é o único brasileiro a ter três Troféus Laureus, considerado o “Oscar do Esporte”. Fora das competições, a agenda do paratleta está cheia. Daniel atuará como membro da Assembleia Geral do Comitê Paralímpico Brasileiro e na Comissão Nacional de Atletas no biênio de 2020-2022. Ele também mantém suas atividades no Instituto Daniel Dias que tem como objetivo a inclusão social por meio do esporte e como palestrante.