A emoção tomou conta do repórter Esdras Pereira no “Bom Dia SP” desta segunda-feira, 30. O jornalista se emocionou e acabou chorando ao vivo ao falar de um acidente de ônibus em Taguaí, no interior de São Paulo, que deixou 42 vítimas. Estras estava na frente da empresa onde as pessoas envolvidas no acidente trabalhavam e, por lá, estava acontecendo um culto ecumênico em homenagem aos mortos. “A empresa tem mais de 500 funcionários, então está lotado aqui. O clima, que não poderia ser outro, é de muita tristeza”, afirmou o repórter.

Esdras atualizou o número de mortos no acidente e disse que três pessoas seguem internadas em estado grave e oito receberam alta. “Conversei com algumas pessoas aqui, cidade pequena, quase 15 mil habitantes, então clima difícil aqui. As pessoas comparam até com a tragédia da Chapecoense. A gente está vivendo dias de muita dificuldade nessa cobertura e é muito difícil ter o que falar porque a gente também acaba se emocionando de estar aqui, é difícil”, falou o jornalista chorando. O âncora do “Bom Dia SP”, Rodrigo Bocardi, disse: “A gente sabe o quanto não é fácil para as pessoas, para os familiares, para os parentes e para quem está na cobertura”.

A emoção do repórter comoveu o público do jornal matinal da Globo. “Desejamos força ao repórter Esdras Pereira que ficou muito emocionado em sua matéria sobre a tragédia de Taguaí e a todas as pessoas ali presentes. Que triste!”, comentou um telespectador no Twitter. “A toda a cidade de Taguaí, minhas orações. Que Deus possa de alguma maneira dar força e serenidade a cada um de vocês. Fácil não é, mas podem ter certeza que estamos rezando por todos!”, escreveu outro. “Que emocionante a homenagem às vítimas do acidente que mexeu tanto com a gente. Que Deus ampare e console o coração de todos nesse momento tão triste. Carinho especial também ao repórter”, acrescentou mais um.