A Polícia Federal identificou e prendeu nesta segunda-feira (16) o autor do suposto atentado contra o prédio do Ministério da Justiça, em Brasília. De acordo com as informações, trata-se de Luiz Antônio Iurkiewiecz, paranaense de 58 anos. Ele foi candidato a deputado federal pelo PDT nas eleições de 2006, mas não foi eleito. Sua declaração de bens, à época, chegava a R$ 1,2 milhão, incluindo duas empresas no ramo de energia e representações comerciais. Informações na imprensa mostraram que o acusado havia feito um manifesto em 2008 declarando guerra “aos mercenários do parlamento” e dizendo que lutará até a morte “para erradicar essa vergonha do seio da pátria”.

A prisão do suspeito se deu pelo artigo 20 da Lei de Segurança Nacional. A PF disse que ele seria o responsável por ter atirado um carro no espelho d’água do prédio, na Esplanada dos Ministérios, próximo ao coração político de Brasília. O veículo foi encontrado na virada de domingo (15) para segunda-feira (16) e, segundo os policiais que atenderam a ocorrência, o pedal do acelerador estava amarrado com um pedaço de madeira. Isso faria o carro andar mesmo sem motorista. Uma panela de pressão também foi encontrada no interior do veículo, mas nada de explosivo foi encontrado. Depois de identificado e detido o suposto autor, as investigações seguem para descobrir se ele agiu sozinho, acompanhado ou por ordens de alguém. E qual seria a motivação para jogar o carro no edifício.

*Com informações do repórter Fernando Martins