Uma dos motivos que influenciou o desequilíbrio do câmbio e a escalada do dólar foi a fuga dos investidores estrangeiros do Brasil. Agora, parece que eles estão voltando. Em novembro, até sexta-feira, 13, os investidores não residentes ingressaram com 17,7 bilhões de dólares na bolsa de valores de São Paulo. No ano, o saldo ainda é muito negativo: saída líquida de 67,6 bilhões de dólares.

Apesar do cenário ainda estar longe do ideal, há ao menos a sensação de que o país não está mais sendo visto como uma bomba relógio.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter