As compras pela internet superaram – e muito – as projeções feitas pelo Nubank. O banco previa que, em abril de 2020, elas representassem 34% dos gastos com cartões de crédito. Não foi o que ocorreu.

O percentual chegou a 45% – ou seja, em quase metade das vezes que um cliente do Nubank passou o cartão, ele estava atrás de uma tela. O restante ainda é feito presencialmente, mas o fenômeno já mostra uma tendência irreversível.

“Em outras palavras: o percentual de gastos com compras online no cartão de crédito observado em abril de 2020 era esperado apenas para 2023”, registra o Nubank em um estudo que será divulgado nesta segunda-feira.