A dificuldade de fornecedores para entregar produtos aos varejistas brasileiros já começa a impactar até mesmo o Dia das Mães. Para muitos, principalmente os comerciantes menores, a Black Friday e o Natal — duas das cinco principais datas do varejo — já estão seriamente comprometidas. Resta tentar salvar a data comemorativa em maio de 2021 montando já o estoque.

Segundo e-mails recebidos por um importante varejista e enviados ao Radar Econômico, alguns fornecedores não se comprometem a entregar nada em menos de 150 dias. “Faturamento será realizado somente em abril”, dizia o e-mail.

Além do prazo longo, os preços estão disparando. Itens como louças e porcelanas, aço inox, estão com aumento superior a 15% nas tabelas. São produtos que possuem grande saída no Dia das Mães. E são itens também com grandes barreiras protecionistas.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade