Henrique Meirelles, em conversas privadas, vem comemorando os resultados dos últimos meses, que foram de recuperação econômica para São Paulo.

Em setembro, João Doria já começou a bater bumbo ao anunciar que o crescimento de 2,1% dos últimos 30 dias haviam empurrado o PIB paulista para um patamar semelhante ao de janeiro.

No auge da empolgação, Meirelles já chega a dizer que, se a reta final do ano for ultra-positiva, o estado pode fechar 2020 no 0 a 0, ou seja, sem retração do PIB. Haja otimismo.