A rivalidade entre os aplicativos de entrega está deixando o âmbito econômico e partindo para as esferas públicas. A empresa de serviços de entrega Rappi acionou sua principal concorrente no Brasil, o iFood, por práticas anticompetitivas. O processo chegou às mãos do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) nos últimos dias, mas tem sido mantido sob sigilo.

Há quem diga que a batalha jurídica que se inicia pode revolucionar o mercado e ser benéfica aos consumidores. O iFood, na avaliação de uma fonte próxima ao imbróglio, é tido como a “Brahma” do setor, que tem vasta penetração de mercado e restringe a expansão de concorrentes pelo país. A Rappi espera criar um ambiente de maior competitividade e mais regulado.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter