Apesar do calendário apertado, interlocutores próximos do ministro Paulo Guedes e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) ainda veem como razoáveis as chances de aprovar algumas das matérias prioritárias do governo na Casa ainda este ano. Entre elas estão a Lei de Falências, a Nova Lei do Gás e o Marco das Ferrovias. Contudo, outros temas, como a BR do Mar, devem ficar para o próximo ano.

Todas as possibilidades relatadas ao Radar Econômico não envolvem reformas estruturais. O ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, possuem o entendimento de que a reforma tributária poderia ser aprovada na Casa, ao menos em primeiro turno, ainda este ano. Será difícil, na visão dessas lideranças. Não há o mínimo de consenso em torno do tema.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter