O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta sexta-feira, 6, que é possível votar a reforma tributária antes do fim do ano. Contudo, é sabido nos bastidores que a reforma que ele acredita ser possível aprovar é a PEC 45, a versão dele.

Maia disse também que para isso acontecer, dependerá da vontade do governo federal e da articulação feita pelo Palácio do Planalto. Novamente, nos bastidores, ele sempre deixa claro que o imposto digital pretendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, conhecido como Nova CPMF, não deverá passar na Câmara enquanto ele for o presidente. Seu mandato vai até o fim de janeiro de 2021.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter