Pedro Guimarães, presidente da Caixa, está impedindo o Centrão, o grupo político comandado por Arthur Lira (PP-AL), de assumir postos importantes na Caixa Econômica Federal. Recentemente, o PG2, como ele se apelidou, nomeou 24 novos cargos, sendo três vice-presidências. Todos foram indicados internamente ou por ele próprio. Os políticos aliados de Lira não chegaram a expor a insatisfação a Paulo Guedes ou ao presidente Jair Bolsonaro, mas estão bem chateados com o “egoísmo” — como um deles disse ao Radar Econômico — de Guimarães.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter