Amazon, Google e Microsoft disputam um contrato para armazenar na nuvem a gigantesca base de dados da Globo.

Ao Radar, a empresa não quis dar detalhes do novo investimento — curioso por se dar junto a concorrentes no mundo do entretenimento.

“A Globo segue na sua jornada de transformação digital explorando cada vez mais as oportunidades que as tecnologias de nuvem oferecem, mas a empresa não comenta a sua estratégia de gestão de parceiros e fornecedores”, diz a empresa.