O isolamento social provocado pela pandemia teve um efeito inesperado nos hábitos de consumo do brasileiro. Preocupado em sair à rua para fechar negócio, o consumidor resolveu apelar para o bom e velho telefone.

Um levantamento da startup paranaense PhoneTrack mostra que, em 2016, 41% dos consumidores preferiam utilizar o telefone para entrar em contato com uma empresa e efetuar a compra após pesquisarem online sobre os produtos oferecidos. Em 2020, este número subiu para 60%.

O isolamento, claro, é só parte da equação. A necessidade de efetivar logo a compra também explica a mudança de comportamento. “As pessoas, cada vez mais imediatistas, não têm mais paciência para preencher um formulário e aguardar um retorno imprevisível quando podem resolver a questão com uma simples ligação. E é aí que empresas e negócios podem se beneficiar, se souberem se preparar para isso”, explica o CEO da Phone Track, Marcio Pacheco. O estudo PhoneTrack Intelligence Report foi baseado no comportamento de 15 mil clientes de todo o Brasil.