O ex-vereador, ex-deputado estadual e policial militar Wagner Souza (Pros), conhecido como Capitão Wagner, lidera isolado a disputa para a Prefeitura de Fortaleza, com 31,5%, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira, 28, pelo instituto Paraná Pesquisas.

Atrás dele, aparecem o deputado estadual José Sarto (PDT), com 17,3%, e a deputada federal e ex-prefeita da cidade por dois mandatos, Luizianne Lins (PT), com 16,9%. Como a margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, eles estão empatados tecnicamente.

Sarto é apoiado pelos ex-governadores e irmãos Ciro Gomes e Cid Gomes, ambos do PDT. Já Luizianne recebeu apoio em vídeo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O governador do estado, Camilo Santana, apesar de ser filiado ao PT, é também aliado dos Ferreira Gomes no estado e, em razão disso, prometeu neutralidade no primeiro turno.

Tanto Camilo, no entanto, quanto os irmãos Ferreira Gomes fazem campanha acirrada contra Wagner, acusado por eles de liderar a greve de policiais que durou duas semanas no início deste ano. A proximidade de Capitão Wagner com os policiais também faz dele o preferido do eleitor bolsonarista no estado – o presidente Jair Bolsonaro não manifestou oficialmente o seu apoio na disputa na capital cearense.

Abaixo do trio, aparece um pelotão de quatro candidatos empatados tecnicamente entre eles: Heitor Férrer (Solidariedade) tem 6,6%, seguido por Renato Roseno (PSOL), com 4,1%, Celio Studart (PV), com 3,3%, e Heitor Freire (PSL), com 1,5%.

Os demais candidatos registraram intenções de voto abaixo de 1%. O índice de eleitores que dizem não votar em nenhum dos nomes apresentados é de 1,9%. Aqueles que não sabem ou não souberam responder à pergunta foram 5,6%.

A pesquisa foi feita por telefone com 800 eleitores, entre os dias 23 e 27 de outubro, e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número CE-08207/2020.

Continua após a publicidade