O candidato a vereador pelo partido Democracia Cristão, Luiz Wanderley Martins Junior, humilhou um agente de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos após ser multado por falar no celular enquanto dirigia. No vídeo, gravado pelo próprio candidato na tarde deste domingo, 25, ele aparece agredindo verbalmente o operador, que ouve sem esboçar nenhuma reação. “Mais um b… da CET, só está dando multa para as pessoas que vem na Avenida Portuária. Esse b… aqui ó, esse irregular aqui ó… Fica aqui ó, papel e caneta só, não sabe trabalhar, a CET tem que dar apito na mão desses otários, quero ver falar aqui alguma coisa pra mim…”, diz o homem para o funcionário. “Fica aqui dando multa para o pessoal direto, não faz p… nenhuma, a CET em vez de fazer alguma coisa, não faz p… nenhuma, fica só dando multa aqui no pessoal. (..) É mais um otário da CET, trouxa, otário, bunda-mole ainda. Fica aí seu otário, fica embaixo do sol. Tem que trabalhar é com apito e coordenando as pessoas pra atravessar a rua, não é anotando não, isso não é trabalho de CET, isso é trabalho de otário”, continua o candidato.

Segundo a assessoria de imprensa de Prefeitura, o operador estava ordenando o trânsito e fazendo a fiscalização dos veículos na altura do Mercado de Peixe, quando o motorista começou a agredi-lo verbalmente. O órgão informou ainda, que o condutor teria dito que deixaria o carro em casa e voltaria para agredir o profissional, que então comunicou a situação ao seu superior e foi instruído a deixar o local. Após o episódio, o agente de trânsito abriu um Boletim de Ocorrência por desacato a autoridade no 7º Distrito Policial. O setor jurídico da CET entregará cópia do vídeo com as agressões verbais proferidas pelo motorista contra o agente ao 3º DP, que será responsável pela apuração do caso. “A CET-Santos lamenta o ocorrido e destaca a postura correta do operador, que apesar da situação, manteve a calma e seguiu realizando seu trabalho até o momento em que a sua integridade física foi ameaçada. Por sua vez, à parte das providências adotadas pela empresa, caberá  ao agente decidir sobre processar ou não o condutor na esfera civil por danos morais”, afirmou a CET em nota.

Partido diz que Martins se desfiliou

O partido Democracia Cristão esclareceu à Jovem Pan que Martins não faz mais parte da legenda desde o início do mês, quando desistiu da candidatura. Inclusive, enviou um documento datado do dia 8 de outubro, em que o homem assina um requerimento de desistência de candidatura e desfiliação. No entanto, seu nome ainda consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a candidatura esperando julgamento. A Justiça Eleitoral indeferiu o registro em primeira instância nesta semana. A defesa ainda pode recorrer.