Duas pessoas próximas ao vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, estão com Covid-19. Segundo informações divulgadas neste domingo pelo porta-voz, Devin O’Malley, o chefe de gabinete de Pence, Marc Short, testou positivo para a doença. Nesta semana, o conselheiro político do vice-presidente, Marty Obst, também testou positivo, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto. Apesar disso, Mike Pence manterá sua agenda de compromissos.

Segundo o O’Malley, o vice-presidente decidiu não entrar em quarentena após ele e sua esposa realizarem testes e terem resultado negativo no sábado. Pence consultou a equipe médica da Casa Branca e seguirá as diretrizes para “pessoal essencial”. A decisão do vice contraria orientações dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças. O órgão recomenda que é preciso adotar quarentena após o contato próximo com uma pessoa infectada com Covid-19, “mesmo se o teste for negativo”, porque os sintomas podem aparecer de dois a 14 dias após a exposição ao vírus.

Pence deve fazer campanha no estado da Carolina do Norte, neste domingo, e em Minnesota na segunda-feira. O anúncio dos testes positivos ocorre três semanas depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, e vários membros de sua equipe terem testado positivo para o novo coronavírus. A infecção de Trump exigiu uma estadia de três noites no hospital. Ele voltou à campanha 11 dias após seu teste positivo inicial.

* Com Estadão Conteúdo