Cada vez menor nas pesquisas, o presidente americano Donald Trump disse que vai sair dos EUA caso perca a eleição para o democrata Joe Biden. Trump é alvo de dezenas de investigações e sabe que pode ser preso assim que perder o cargo.

Bolsonaro já ofereceu ajuda. Disse que ele pode pular o muro ou entrar voando na casa de campo de seu advogado em Atibaia. Avisou a Trump que ele pode vir logo antes da eleição de 2020, adotar o nome Donald Bolsonaro e se eleger vereador em alguma área controlada pela milícia — garantia de não ser incomodado pela lei. Outra opção de Trump é se filiar ao PSDB paulista ou ficar amigo dos procuradores da Lava-Jato. Trump disse que aceita tudo, menos tirar foto com Luciano Huck, porque isso dá azar. O presidente americano, que se fez no ramo imobiliário, também disse que quer muito vir ao Brasil para aprender com Flávio Bolsonaro como comprar dezenove imóveis com salário de deputado.

Publicado em VEJA de 28 de outubro de 2020, edição nº 2710